quarta-feira, 1 de julho de 2015

A ORIGEM DA TRAIDORA ENTREGA DO PRÉ-SAL A PETROLEIRAS ESTRANGEIRAS




Projeto de José Serra (PSDB) que promete entregar o PréSal começou em 2010

Segundo telegrama do WikiLeaks, Serra prometeu alterar regras caso vencesse..a eleição de 2010. Não venceu, mas, como senador, está tentando cumprir a promessa de doar a Petrobras para os americanos.

 Com uma hora e 20 minutos de atraso, o plenário do Senado iniciou na terça-feira, 30, uma sessão temática para discutir o projeto de lei do Senado, de autoria do senador José Serra (PSDB-SP), sobre a participação da Petrobras na exploração do pré-sal. O projeto de Serra acaba com a obrigação de a Petrobras ser operadora única e de ter participação mínima de 30% na exploração do pré-sal.

O principal motivo da demora do encontro foi que o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), e outros senadores participaram na manhã de hoje de um café da manhã com o ex-presidente Lula.

Para debater o tema, foram convidados, entre outras personalidades, o ex-presidente da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), Haroldo Lima; o presidente do Instituto Brasileiro de Petróleo, Gás e Biocombustíveis, Jorge Marques de Toledo Camargo; o secretário de Petróleo, Gás Natural e Combustíveis Renováveis do Ministério de Minas e Energia, Marco Antônio Martins Almeida; e o diretor do Centro Brasileiro de Infraestrutura, Adriano Pires.

Quem é Adriano Pires

A ANP, quando [no governo FHC/PSDB] era chefiada por David Zylbersztajn, genro de Fernando Henrique Cardoso, tinha em sua álta cúpula o senhor Adriano Pires, hoje o bam-bam-bam das "Organizações Globo" e do "Instituto Milenium" para assuntos de petróleo. Na eleição presidencial do ano passado, o candidato derrotado, Aécio Neves (PSDB), convidou Adriano Pires, ex-superintendente da ANP para coordenar seu programa de energia.

Haroldo Lima, ex-ANP, é agora ‘consultor’ da HRT

Diretor-geral da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) por oito anos, Haroldo Lima agora é consultor da petroleira HRT, fundada em 2008 por ex-funcionários da Petrobrás. A empresa foi habilitada pela agência para participar do 11º leilão de petróleo em 2013

A HRT tem 19,7% de participação de estrangeiros em seu capital social. Em julho de 2011, a empresa vendeu 45% de 21 blocos no rio Solimões para a anglo-russa TNK-BP. O contrato entre HRT e TNK prevê a opção de a segunda – na qual a British Petroleum possui 50% de participação - poder aumentar em 10% sua participação, ou seja, alcançaria 55% nos blocos na Amazônia. A proposta é o segundo item da pauta de votações do plenário do Senado na terça-feira à tarde. Antes disso, no entanto, os senadores têm que apreciar a Medida Provisória 670, que já passou pela Câmara, e concede reajuste escalonado por faixas da tabela do Imposto de Renda da Pessoa Física.

Ciente que não tem votos para barrar a iniciativa de Serra, o Palácio do Planalto decidiu apoiar a proposta alternativa do líder do governo no Senado e ex-diretor da Petrobras, Delcídio Amaral (PT-MS), para que ao menos a estatal tenha preferência nos leilões do pré-sal.

Em 2010, quando José Serra foi candidato a presidência, a "Folha" publicou:




WIKILEAKS OS PAPÉIS BRASILEIROS

Petroleiras [estrangeiras] foram contra novas regras para pré-sal

Segundo telegrama do WikiLeaks, Serra prometeu alterar regras caso vencesse

Assessor do tucano na campanha confirma que candidato era contrário à mudança do marco regulatório do petróleo

Por JULIANA ROCHA, de BRASÍLIA e CATIA SEABRA, de SÃO PAULO [na "Folha de São Paulo")

"As petroleiras americanas não queriam a mudança no marco de exploração de petróleo no pré-sal que o governo aprovou no Congresso, e uma delas ouviu do então pré-candidato favorito à Presidência, José Serra (PSDB), a promessa de que a regra seria alterada caso ele vencesse.

É isso que mostra telegrama diplomático dos EUA, de dezembro de 2009, obtido pelo site WikiLeaks (www.wikileaks.ch). A organização teve acesso a milhares de despachos. A Folha e outras seis publicações têm acesso antecipado à divulgação no site do WikiLeaks.

"Deixa esses caras [do PT] fazerem o que eles quiserem. As rodadas de licitações não vão acontecer, e aí nós vamos mostrar a todos que o modelo antigo funcionava... E nós mudaremos de volta", disse Serra a Patricia Pradal, diretora de Desenvolvimento de Negócios e Relações com o Governo da petroleira norte-americana Chevron, segundo relato do telegrama.

Um dos responsáveis pelo programa de governo de Serra, o economista Geraldo Biasoto, confirmou que a proposta do PSDB previa a reedição do modelo passado [o modelo de concessão, implantado em 1997 por FHC/PSDB, muito mais dadivoso para as petroleiras estrangeiras].

"O modelo atual impõe muita responsabilidade e risco à Petrobras", disse Biasoto, responsável pela área de energia do programa. "Havia muito ceticismo quanto à possibilidade de o pré-sal ter exploração razoável com a mudança de marcos regulatórios que foi realizada."

Segundo Biasoto, essa era a opinião de Serra e foi exposta a empresas do setor em diferentes reuniões, sendo uma delas apenas com representantes de petroleiras estrangeiras. Ele diz que Serra não participou dessa reunião, ocorrida em julho deste ano. "Mas é possível que ele tenha participado de outras reuniões com o setor", disse.

SENSO DE URGÊNCIA

O despacho relata a frustração das petrolíferas com a falta de empenho da oposição em tentar derrubar a proposta do governo brasileiro.

O texto diz que Serra se opõe ao projeto, mas não tem "senso de urgência". Questionado sobre o que as petroleiras fariam nesse meio tempo, Serra respondeu, sempre segundo o relato: "Vocês vão e voltam".

A executiva da Chevron relatou a conversa ao representante de economia do consulado dos EUA no Rio [que a repassou ao governo dos EUA em Washington, segundo revelado pelo Wikileaks].

A mudança que desagradou às petroleiras foi aprovada pelo governo na Câmara no começo deste mês.

Desde 1997, quando [o PSDB/FHC] acabou o monopólio da Petrobras, a exploração de campos petrolíferos obedeceu a um "modelo de concessão" [muito festejado pelas petroleiras estrangeiras].

Nesse caso, a empresa vencedora da licitação ficava dona do petróleo a ser explorado -pagando royalties ao governo por isso.

Com a descoberta [pela Petrobras] dos campos gigantes na camada do pré-sal, o governo mudou a proposta. Eles serão licitados por meio de partilha.

Assim, o vencedor terá de obrigatoriamente partilhar o petróleo encontrado com a União, e a Petrobras ganhou duas vantagens: será a operadora exclusiva dos campos e terá, no mínimo, 30% de participação nos consórcios com as outras empresas.

A Folha teve acesso a seis telegramas do consulado dos EUA no Rio sobre a descoberta da reserva de petróleo, obtidos pelo WikiLeaks.

Datados entre janeiro de 2008 e dezembro de 2009, mostram a preocupação da diplomacia dos EUA com as novas regras. O crescente papel da Petrobras [em vez da Chevron] como "operadora-chefe" também é relatado com preocupação.

O consulado também avaliava, em 15 de abril de 2008, que as descobertas de petróleo e o PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) poderiam "turbinar" a candidatura de Dilma Rousseff, então ministra da Casa Civil [contrária à generosa doação à Chevron].

O consulado cita que o Brasil se tornará um "player" importante no mercado de energia internacional [e os EUA não desejam esse poder fora de suas empresas].

Em outro telegrama, de 27 de agosto de 2009, a executiva da Chevron comenta que uma nova estatal deve ser criada para gerir a nova reserva porque "o PMDB precisa de uma companhia".

Texto de 30 de junho de 2008 diz que a reativação da Quarta Frota da Marinha dos EUA causou reação nacionalista. A frota é destinada a agir no Atlântico Sul, área [do pré-sal e] de influência brasileira."

Se voce não for assinante [da "Folha"], leia aqui no post de 2010: WikiLeaks mostra telegramas em que José Serra queria entregar Pré-Sal para os americanos

FONTE: do blog "Os amigos do Presidente Lula"  (http://osamigosdopresidentelula.blogspot.com.br/2015/06/projeto-de-jose-serra-psdb-que-promete.html#more). [Título e trechos entre colchetes acrescentados por este blog 'democracia&política'].

2 comentários:

Valter J. Amorim disse...

Oi gente fiz este pequeno filme de uma mancada que a própria rede globo deu em contradição á agenda desta mídia corrupta e de direita, Vejam; e assim á ajudar a divulgar minha postagem:

- Fora Dilma, PT e Bem vindo á uma Nova Ordem Mundial (Illuminati) -
http://aquariuspage.blogspot.com.br/2015/06/fora-dilma-pt-bem-vindo-uma-nova-ordem-mundial-illuminati.html

- Que agora já foi finalizada, corrigida e deixada pontos importantes !

VÍDEO:

- Rede Globo dá um tiro no Pé em sua Agenda contra Dilma e PT -
https://www.youtube.com/watch?v=UvGBvs9JbpM

Abraços !!!!!

Tereza Braga disse...

Ao Valter J.Amorim,
Visitei o seu blog e vi o filme. Muito interessantes. Obrigada
Maria Tereza